Os grandes também caem



Um dia destes voltava para cima de apanhar fruta e oiço algo que me pareceu um tiro. Apesar de ser uma 5ª feira, ainda não é tempo de caça. Voltei-me e os meus olhos fixaram-se no pinheiro que temos abaixo no limite da quinta. Mexia-se.

Venho para cima a correr e faço descer o Jordi dizendo-lhe “há algo estranho lá em baixo!”.

Descemos e já quando voltamos a ter o pinheiro na nossa mira vejo uma vaca, “ohhh, o que é que está uma vaca a fazer na nossa quinta????” pergunto, ao que o Jordi responde “não alucines! A vaca está na quinta ao lado!

Descemos com passo apressado e quando chegamos vemos que um dos troncos do pinheiro se partiu. Sozinho e sem aviso. Um tronco grande que dava uma sombra fantástica que muitas vezes aproveitavamos.








Parte positiva do acontecimento: não nos caiu em cima e ao ser tão grande vai-nos proporcionar uns dois invernos de puro conforto.





Los grandes también se caen

Un día de estos volvía a casa de coger fruta y escucho algo que me pareció un tiro. A pesar de que era jueves, aun no es temporada de caza. Me giré y mis ojos se fijaron en el pino que tenemos abajo en el limite de la finca. Se movía.

Vengo para arriba corriendo y hago bajar a Jordi diciéndole “hay algo raro abajo!

Bajamos y cuando ya volvemos a tener al pino en nuestro ángulo de visión veo a una vaca ”ohhh, que hace una vaca en nuestra finca????” pregunto, a lo que Jordi contesta “no alucines! La vaca está en la finca de al lado!

Bajamos rápidamente y cuando llegamos vemos que uno de los troncos del pino se había roto. Solo y sin avisar. Un tronco grande que daba una sombra fantástica que muchas veces aprovechábamos.

Parte positiva del suceso: que no nos haya caído encima y al ser grande nos proporcionará unos dos inviernos de calor.

1 comentário: